7 razões para não cortar a cauda ou as orelhas do seu cão


post-title

A prática de ambos os cortes, que equivale a amputá-los, afeta a interação social do cão, expõe a dor e possíveis infecções.

Certas modalidades de cauda e orelhas tornaram-se características físicas desejadas para diferentes raças. Por exemplo, cães de guarda e defesa, como boxeadores e dobermans, foram cortados para ficarem menos vulneráveis ​​se outro animal quisesse atacá-los.

Hoje, a prática foi estendida principalmente por razões estéticas, para cães que começaram a cumprir as funções da empresa. No entanto, alguns veterinários começaram a se recusar a realizar essas amputações, e tentaram convencer os proprietários a não pedir por eles.

Aqui estão sete razões que os veterinários lhe dão para pensar duas vezes, se você estiver olhando para cortar a cauda ou as orelhas de seu animal de estimação.



1. Cortá-los é na verdade uma amputação

Cortar as unhas ou pêlos do seu animal faz parte da rotina de limpeza e não é traumático. Mas na amputação da cauda (caudectomia) e nas cartilagens das orelhas, nervos, vasos sangüíneos e outros tecidos são cortados além da pele.

2. A cauda é a continuidade da sua coluna

A cauda é composta por vértebras chamadas caudais acompanhadas por outros tecidos, e é um elemento importante para manter o equilíbrio do cão. Ele também serve como um guia para virar, correr e fazer qualquer movimento.



3. A cauda e as orelhas são vitais para a comunicação

Um cão não só se comunica através de seus latidos, mas envia mensagens para outros cães em um nível físico e humoral (cheiros). A posição das orelhas e o movimento da cauda fornecem informações importantes para interagir com outros animais.

4. É doloroso e traumático para o seu animal de estimação

O corte da cauda e das orelhas deve ser praticado durante os primeiros cinco dias do nascimento, porque os tecidos e nervos são menos suscetíveis, mas ainda assim a dor existe. Os veterinários aplicam a anestesia local, mas sabe-se que os criadores não a usam e submetem os filhotes a dor e trauma desnecessários. Este procedimento é caracterizado por um sagrado abundante.



5. Um mau funcionamento pode causar a morte

Como são feridas abertas, infecções por mutilação na cauda dos cães podem atingir seus órgãos genitais e envolver a coluna vertebral. Em um caso grave, você pode sofrer uma infecção generalizada e morrer.

6. Qualquer amputação afeta o comportamento do animal

Não sendo suficiente a prática de amputação de orelhas e cauda, ​​existem donos de cães que chegam aos veterinários solicitando o corte das cordas vocais para aqueles que latem muito. O animal, em poucas palavras, permanece mudo, incapaz de latir ou com um latido afônico.

7. Não há suporte médico para apoiá-lo

Se não for estritamente necessário devido a uma fratura da cauda ou para remover um tumor, amputações nessa área e corte das orelhas são proibidas em vários países do mundo.

Fonte: O Relatório Universal 21

A cauda do seu cão traz informações Secretas. Veja tudo sobre o movimento do rabo dos Cachorros (Fevereiro 2020)


Top