Inteligência artificial ajudaria a detectar câncer de mama


post-title

O câncer é uma das principais causas de morte no mundo, segundo a Organização Mundial de Saúde. Um dos tipos mais comuns é a mama, que só em 2004 tirou a vida de 519 mil mulheres.

Neste contexto, pesquisadores do Instituto de Tecnologia e do Hospital Geral de Massachusetts criaram um protótipo que permite prever o câncer de mama com até cinco anos de antecedência, graças à inteligência artificial.

Para alcançar este resultado, a tecnologia foi testada com dados de 90.000 mamografias de 2009 a 2012, o que permitiu detectar precursores de câncer sutis antes de se tornarem malignos.



Este modelo seria capaz de prever através da mamografia se a mulher está propensa a desenvolver câncer de mama no futuro, além de conhecer os riscos individuais que podem ser usados ​​para personalizar os programas de prevenção. Este método funciona igualmente bem em pacientes de diferentes raças.

Em 2016, cientistas da Universidade de Stanford desenvolveram um aplicativo capaz de diagnosticar o câncer de pele através de uma foto tirada com o celular. Para isso, foram ajudadas 130 mil imagens de tumores desse tipo; Um ano depois, o resultado foi testado por 21 dermatologistas que obtiveram resultados muito positivos que foram publicados em um estudo.

Com esses avanços tecnológicos, não se pretende eliminar o papel do médico, mas fornecer uma segunda opinião que possa ajudar o câncer a parar de tirar vidas ou, pelo menos, reduzir o número de vítimas.



A Escolha é Nossa (Abril 2020)


Top