Se você nasceu entre 1970 e 1989, pode precisar de vacina contra sarampo


post-title

Dado o surto de sarampo na Europa, América do Sul e Estados Unidos, o alerta foi incendiado em instituições de saúde em todo o mundo. E o México não é a exceção.

No que se passou desde 2019, a Direção Geral de Epidemiologia do Ministério da Saúde registrou três avisos preventivos de viagem sobre o risco de contrair essa doença na Europa, na União Americana, na Argentina, nas Bahamas, no Brasil, no Canadá, no Chile, Colômbia, Costa Rica e Venezuela.

Portanto, recomenda-se que as pessoas nascidas no período de 1970 a 1989 considerem a vacinação novamente protegida, já que antes de 1989 apenas uma dose foi aplicada com uma eficácia de 93%, ao contrário do presente, em que crianças eles recebem duas doses, com eficácia de 97%.



A Subsecretaria de Prevenção e Promoção da Saúde indicou que o México possui mecanismos de vigilância e resposta imediata a possíveis casos de sarampo importado e que não está descartado que no ano atual entre 10 e 20 casos possam ser detectados vindos de alguma outra parte do planeta. Este ano destaca um caso de sarampo importado em Nuevo León, uma mulher de 54 anos que viajou de 22 de janeiro a 4 de fevereiro no Texas, nos Estados Unidos, e em Paris, na França.

Embora não seja obrigatório que as pessoas de 1970 a 1989 sejam vacinadas novamente, aqueles que viajam para países com surtos recentes de sarampo ou aqueles que sabem que não foram vacinados em sua infância são instados a levar em conta a vacinação a ser aplicada. evitar riscos.



Alguns dos sintomas que se destacam nesta doença são: tosse seca, conjuntivite, dor de garganta, febre, resfriado, erupção cutânea e manchas brancas com centro branco-azulado e fundo vermelho na boca e no interior das bochechas.

Considera-se que o movimento anti-vacinas se tornou tão forte que é o fator desencadeante de novos surtos de doenças que já foram consideradas já controladas. Tal é o caso de surtos em Nova York, EUA. UU

Selective Hearing: Brian Deer and The GMC (Abril 2020)


Top