Carta para aquele amigo com quem não é mais o mesmo

post-title

Na adolescência, os amigos representam um mundo inteiro, mas quando chegam à idade adulta, em alguns casos, ficam em segundo plano.

Por que amigos acabam se mudando? O que é dito para aquela amizade que se perdeu ao longo do tempo? O escritor Jorge Luna produz uma carta em que ele quer se comunicar com aquele amigo com quem ele não é mais o mesmo.

Quando nos conhecemos, ambos sabíamos que o nosso seria diferente. Desde o começo nos demos bem, talvez por causa do nosso jeito de ser, por causa das boas vibrações ou porque você sabe o porquê. Tudo apontou para um relacionamento eterno, mas as amizades têm mais estágios do que Tour da França e da nossa permaneceu um pouco suspensa no porto da montanha nth. É por isso que escrevo isto, para tentar me redimir entre algumas lembranças indeléveis que gostaria de poder estender.

Naquela época tudo era mais fácil se você se encaixasse com alguém; nossa maior preocupação era não deixar o professor zangado e só pensávamos em sair para a festa, tentando fugir com o resto todas as tardes. Havia desculpas para nos ver, porque nossa amizade era tão forte e sólida que parecia que nunca terminaria. Nós nos entendíamos com apenas um olhar e nunca prometemos que seríamos amigos para sempre, mas não era necessário, nós dois sabíamos disso.

O problema também não veio com a passagem para a universidade, pois aí as relações estão tentando se fortalecer mais, buscando combinar planos, estudos e amigos. Não, a decadência sem apoio vem depois, já com interesses muito fortes e uma personalidade tão marcada como diferente, que nos separa um pouco. Com a maturidade as diferenças costumam aparecer, pois as pessoas evoluíram e os bares que um parece engraçado para o outro nem tanto, porque os gostos musicais contrários te levam embora nas festas e hobbies do passado como jogar futebol ou assistir séries a tarde toda eles perderam parte de sua graça, mesmo que nunca fiquemos entediados.

Eu tenho pensado nisso há muito tempo, porque ser um neófito social querendo conhecer novas pessoas me marcou, mas eu definitivamente acho que fiz algo errado. Eu nunca encontrei uma maneira de consertá-lo e as chamadas e mensagens estão se tornando menos frequentes e mais frias. Eu sinto a necessidade de explorar maneiras em que você não entra mais, mas não posso deixar de sentir falta de como nós rimos de qualquer absurdo e durou horas.

Em mais de dez anos, as discussões foram mínimas e até sobreviveu a uma disputa de amor, mas não tenho nada com que te censurar. Perdemos essa magia, a faísca de querer fazer tudo juntos e sonhar em encontrar um apartamento em alguma cidade do outro lado do mundo, viver aventuras e continuar construindo uma vida em comum. Eles parecem namorados, eles nos disseram cem vezes. E isso nos fez sentir ainda mais unidos, mais indispensáveis.

Às vezes sinto que sua amizade não me dá mais nada, que somos duas pessoas tão diferentes que é impossível resgatar essa magia do passado. Mas então eu penso sobre os momentos ruins, aqueles dias de queda com o trabalho, uma crise de amor, visitas hospitalares ou problemas familiares, qualquer que seja. E você está sempre lá para me lembrar que não ter projetos em comum não precisa nos distanciar. Nós nos deixamos levar pelas ocupações, porque crescemos, mas essa criança interior precisa ser mantida e, coitadinho, ele precisa de amigos para fazê-lo brilhar.

É engraçado, mas é assim que um ser humano é. Quando temos dúvidas sobre uma amizade ou acreditamos que nada será o mesmo de antes, é melhor lembrar desses momentos, olhar para trás e perceber quem nos apoia quando precisamos. É por isso que acredito na amizade como se fosse um relacionamento amoroso, porque é difícil mantê-lo e tudo não funciona por inércia e mesmo que fosse uma paixão, você tem que trabalhar com paixão.

Voltando a ser tais amigos deve entrar nessa lista de propósitos em todos os momentos. Porque tentar só nos trará coisas boas, claro. Não há necessidade de viver do passado para continuar crescendo como amigos e nosso futuro precisa de um salto no vazio para consolidar, um salto que pode começar com um simples passo, como ligar para você no telefone. Não duvide, quero recuperar.

AMIGOS (Dezembro 2019)


Top