Esta é a incrível história de um bebê? Seria ABORTADO Já tem um ano!

Mahiri estava grávida de uma criança e os médicos recomendaram que ela abortasse devido a complicações. Eles só lhe deram 5 minutos para tomar uma decisão sobre quem eles chamavam de um feto não viável. Com 20 semanas de gravidez, Mahiri disse aos médicos que ela não faria o que eles sugeriram e recebeu alta.

Quando dissemos ao médico que não íamos à sala de cirurgia, ele olhou para o relógio e depois para nós com desaprovação, como se estivesse perdendo tempo.

Ela nunca perdeu a esperança

Sua fonte quebrou inesperadamente na semana 25 e depois de um parto difícil, ela deu à luz um bebê pequeno que pesava apenas 624 gramas.



A entrega foi feita em uma sala especial, devido à fragilidade da criança

Muitos dispositivos tecnológicos eram necessários para cuidar do pequeno e da mãe.

Jett Morris nasceu com complicações nos pulmões e no coração

Era muito difícil para os pais dizerem a eles que precisavam abortar o bebê, e isso nunca era uma opção se houvesse a menor chance de que seu filho pudesse viver. Felizmente, o menino conseguiu se estabilizar e recebeu alta três semanas após o nascimento.



Eu entendo que os médicos têm que lhe dar os piores diagnósticos e eles têm que ser duros, mas não há duas pessoas neste planeta que sejam exatamente iguais, e elas não deram nenhuma chance a Jett.

Graças a esta decisão, Jett tem agora um ano e goza de excelente saúde

A família está muito feliz por ter superado todos os obstáculos e espera que continue a crescer como a criança bonita, saudável e feliz que é.

Mistério: após 9 meses de gestação, mulher vai a hospital para dar à luz e sai sem o bebê (Outubro 2020)


Top